Facebook planeja usar inteligência artificial para combater suicídios

A maior rede de mídia social do mundo disse que planeja integrar suas ferramentas existentes de prevenção de suicídio para posts do Facebook em seu recurso de transmissão ao vivo

Por Redação, com Reuters – de Nova York:

O Facebook planeja usar inteligência artificial e atualizar suas ferramentas e serviços para ajudar a prevenir suicídios entre seus usuários.

A maior rede de mídia social do mundo disse que planeja integrar suas ferramentas existentes de prevenção de suicídio para posts do Facebook em seu recurso de transmissão ao vivo, Facebook Live, e seu serviço Messenger.

O Facebook planeja usar inteligência artificial e atualizar suas ferramentas e serviços para ajudar a prevenir suicídios entre seus usuários

A inteligência artificial será usada para ajudar os usuários com tendências suicidas, disse a empresa em um post nesta quarta-feira.

Em janeiro, uma criança adotiva de 14 anos na Flórida transmitiu seu suicídio no Facebook Live, de acordo com o New York Post.

O Facebook já está usando inteligência artificial para monitorar material ofensivo em transmissões de vídeo ao vivo.

A empresa informou na quarta-feira que as ferramentas atualizadas dariam uma opção aos usuários assistindo a um vídeo ao vivo. Chegar diretamente à pessoa e denunciar o vídeo ao Facebook.

O Facebook também fornecerá recursos, que incluem chegar a um amigo e entrar em contato com uma linha de ajuda. Para o usuário que reportar o vídeo ao vivo.

As taxas de suicídio subiram 24 por cento nos Estados Unidos entre 1999 e 2014. Após um período de declínio quase consistente. De acordo com um estudo do National Center for Health Statistics.

Snap

A Snap, dona do aplicativo de mensagens Snapchat, irá precificar sua oferta pública inicial de ações (IPO, na siga em inglês). Após o fechamento do mercado de ações dos Estados Unidos nesta quarta-feira, no IPO de tecnologia mais aguardada desde o do gigante chinês de comércio eletrônico Alibaba em 2014.

O preço será o primeiro teste de apetite do investidor para um aplicativo de mídia social amado por adolescentes e pessoas na faixa dos 20 e poucos anos. Mas que ainda precisa mostrar lucro. As perdas da empresa se ampliaram no ano passado e ela ainda experimenta um desaquecimento do crescimento dos usuários em face da intensa concorrência de rivais maiores como o Facebook.

Apesar dos desafios na conversão de uma ferramenta descolada em dinheiro. A Snap está apontando uma avaliação entre US$ 19,5 bilhões e US$ 22,3 bilhões. Na listagem na Bolsa de Valores de Nova York na quinta-feira. A mais cara para um IPO de tecnologia norte-americana desde o Facebook em 2012.

A Snap busca precificar 200 milhões de ações na noite de quarta-feira em uma faixa de US$ 14 a US$ 16 por ação.

A venda, que visa levantar cerca de US$ 3 bilhões, tem a vantagem de timing favorável. O mercado de IPOs de tecnologia acionou os freios em 2016. O ano mais lento para lançamentos desde 2008, e os investidores estão ansiosos por novas oportunidades.

As primeiras indicações para os acionistas vendedores e para a empresa foram positivas. De acordo com fontes familiares com o assunto, a demanda estaria maior do que a oferta. Com ordens com ordens na faixa maior do preço indicativo. Pelo menos um novo investidor indicou que estava disposto a comprar um grande pedaço do IPO e não vendê-lo por um ano.
Share on Google Plus

About Thelife Insuranceua

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comentar
    Facebook Comentar