TRABALHAR DEMAIS PODE CAUSAR PROBLEMAS CARDÍACOS

CONSEQUÊNCIAS DO TRABALHO EXCESSIVO E SEM DESCANSO ADEQUADO VÃO DESDE ESTRESSE ATÉ FALTA DE RENDIMENTO

A legislação brasileira prevê que o trabalhador tem direito a um mês de férias para cada ano trabalhado. O período de descanso dura geralmente 30 dias e pode ser considerado essencial para o corpo e para a mente, segundo especialistas nos Estados Unidos.

Pensando em comprovar a importância desse descanso, o site Quartz publicou aspectos negativos ocasionados por um ano de trabalho ininterrupto e por longas jornadas na empresa.

De acordo com dois estudos realizados, um com mulheres publicado em 1991 e outro com pessoas de ambos os sexos de 2012, o corpo pode ser prejudicado pela falta de férias. A pesquisa mais recente indica que jornadas com longas horas de trabalho geram um risco de 80% de alteração no funcionamento saudável do coração.

No artigo, publicado pelo American Journal of Epidemiology, especialistas creditam ao estresse a responsabilidade por parte dos problemas cardíacos que surgem em profissionais que costumam trabalhar mais de 12 horas por dia. Eles afirmam ainda que o estresse pode levar a disfunções do sistema biológico, ocasionando problemas psiquiátricos, metabólicos, endocrinológicos e até baixa de imunidade. A combinação de alguns desses fatores ampliam as chances de doenças cardíacas.

Um estudo da universidade sueca Uppsala, de 2013, também relacionou a falta de férias com a elevação nos casos de depressão. O número de comprimidos vendidos para tratar depressão e doenças relacionadas está inversamente ligado ao aumento de trabalhadores com tempo de descanso anual no país.


Trabalho

Até mesmo o raciocínio pode ser prejudicado pelo excesso de trabalho, segundo estudo do Instituto Finlandês de Saúde Ocupacional/Centro de Conhecimento para Organizações do Trabalho. Profissionais com carga horária superior a 55 horas semanais apresentaram uma nota menor em testes de vocabulário realizados com mais de dois mil britânicos. Entre os voluntários que trabalharam demais, 32% cometeram erros contra 25% daqueles com jornada igual ou inferior a 40 horas.

Pequenos períodos de descanso, no entanto, podem trazer benefícios quase imediatos no rendimento de empregados. Um estudo da Universidade da Califórnia mostrou que funcionários mais descansados apresentaram soluções mais criativas para a empresa. A pesquisa acompanhou o desempenho de trabalhadores de uma universidade nos dias que antecederam suas férias, bem como os seguintes a seu retorno do descanso quando foram apresentadas melhoras.
Share on Google Plus

About Destaque Net

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comentar
    Facebook Comentar